Alimentos Sazonais — A Laranja

Hoje no Alimentos Sazonais, falamos não só de um fruto da época mas também de um dos nossos aliados na protecção contra intempéries da estação: a laranja.

Presume-se que a laranja, como a maioria dos frutos cítricos, seja originária das regiões entre a Índia e o Nepal, tendo posteriormente sido espalhada por toda a Ásia até chegar à Europa, conta-se, pela mão dos portugueses. A veracidade da história toma forma se pensarmos que os portugueses foram pioneiros no contacto com o oriente e que inclusivamente, em alguns países europeus como a Bulgária ou a Grécia, laranja soa a algo tão familiar para nós como “portokal” e “portokalli”.

A laranja cruza-se ainda com a história de Portugal num dos seus maiores feitos: os Descobrimentos. Aquando das viagens das armadas portuguesas e devido à alimentação deficitária dos marinheiros, grande parte da tripulação era dizimada pelo escorbuto, doença caracterizada por hemorragias nas gengivas devido a défices graves de vitamina C. E reza a história que, na viagem que culminou com a descoberta do caminho marítimo para a Índia, Vasco da Gama, em Melinde, ordenou que fossem buscar laranjas para os seus marinheiros, pois compreendera por relatos passados que podiam ser um remédio contra a doença que grassava a bordo das suas naus.

alimentos sazonais

 

Assim, e tendo falado na vitamina C, comecemos por falar deste nutriente, talvez o grande protagonista da composição nutricional da laranja. De facto 100g (1 unidade) fornecem cerca de 60mg de vitamina C o que equivale a aproximadamente 70% das necessidades deste nutriente para um adulto. Acresce a este destaque o facto de a vitamina C ter um papel importante na defesa do organismo, promovendo a resistência a infecções e fortalecendo o sistema imunológico. Assim não será de estranhar o facto de ser referida muitas vezes como um dos alimentos “contra as gripes e constipações”. Adicionalmente soma a isto o facto de o Inverno ser a época da laranja e como tal esta estar particularmente rica nutricionalmente nesta altura do ano.

Contudo, é importante que referir que possui, ainda que não tão falados, outros nutrientes como o folato e fitoquímicos como os carotenoides (os grandes responsáveis pelo cor-de-laranja) e os flavonoides (de destacar a naringenina) que trabalham em conjunto com a vitamina C para conferir à laranja o papel antioxidante, anti-inflamatório e benéfico em processos de cicatrização que lhe é reconhecido.

Contudo, nem sempre aproveitamos todos os benefícios da laranja, já que insistentemente o sumo tem prevalecido sobre o fruto. Ainda que seja melhor um sumo de laranja natural do que um néctar comprado num supermercado, este fica muito atrás do fruto inteiro em termos de riqueza nutricional. Ao espremermos uma laranja perdemos não só a fibra como também algumas vitaminas que são facilmente oxidáveis (como a vitamina C) e que se concentram maioritariamente na desperdiçada “parte branca da laranja”.

Assim, neste Inverno, pela sua saúde e pelo seu paladar, coma laranja e aproveite o que a sazonalidade tem de melhor. Como diria a sabedoria popular “Vale mais a laranja em Janeiro (e acrescente-se, Fevereiro) que a maçã de madureiro”.

 

Inês Pádua (Nutricionista)
0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta