A Importância da Fruta no Verão (e durante todo o ano)

Hoje no jornal Acushla, falamos de um grupo de alimentos que merece um destaque quase consensual nas recomendações para uma alimentação saudável: a fruta.

 

Fruta

O valor da fruta tem sido perpetuado ao longo dos tempos nas mais diversas áreas desde a religião (como o Milagre da Fruta de São Geraldo), à musica (relembrando o “cacho de uvas douradas” na Casa Portuguesa de Amália Rodrigues) ou à literatura (com a afeição do “Primo Gonçalo por pêssegos”, na Ilustre Casa de Ramires de Eça de Queirós).

E, de facto, a fruta merece todo o relevo que lhe tem vindo a ser dado sendo um dos grupos da Roda dos Alimentos, o guia alimentar da população portuguesa, e constando também nas recomendações da Organização Mundial da Saúde para a prevenção de doenças crónicas não transmissíveis. Quais são então os benefícios da fruta?

De um modo geral, podemos dizer que a fruta é particularmente rica, e como tal fornecedora por excelência, de vitaminas e minerais e também de antioxidantes. Adicionalmente, é também muito pobre em gordura e, apesar de apresentar um maior conteúdo em açúcar do que os hortícolas, tem igualmente baixo valor energético, isto é, poucas calorias (especialmente quando comparada com outros alimentos “doces” que muitas vezes figuram nas sobremesas e merendas). É esta composição nutricional única que lhe confere, como mencionado, um papel importante na prevenção de algumas doenças muito prevalentes actualmente como a obesidade, a doença cardiovascular e a diabetes tipo 2, todas exemplos de doenças crónicas não transmissíveis.

A fruta é também rica em fibra, com benefícios para o bom funcionamento do sistema digestivo e que contribui também para um maior efeito de saciedade. A estes benefícios devemos ainda acrescentar, e atentando nas temperaturas altas de Verão, o seu conteúdo em água, que se destaca particularmente em frutos como o melão, a melancia, a nectarina e a ameixa.

 

Quais são as recomendações para o consumo de fruta?

A Organização Mundial da Saúde recomenda uma ingestão diária de 400g de fruta e hortícolas, o que se traduz em 5 peças de hortofrutícolas por dia. Assim, numa situação prática 2 pratos de sopa de hortícolas mais 3 peças de fruta por dia, seriam atingidas as recomendações.

Para estas 3 peças de fruta, devemos privilegiar a fruta em natureza e sem adição de açúcar, devendo aproveitar a sua versatilidade e consumi-la como sobremesa, ao pequeno-almoço e às merendas ou como acompanhamento e em saladas para as refeições principais.

Os sumos de fruta são também muito populares durante o Verão, exigindo-se, contudo, algum cuidado, já que estes contêm menores quantidades de fibra e de algumas vitaminas do que a fruta em natureza e possuem um valor energético mais elevado já que na maioria das vezes, um sumo de fruta contém mais do que uma peça de fruta na sua constituição.

É também importante que diversifique os hortofrutícolas que consome, aproveitando a variedade de cores e sobretudo os produtos da época, que para além de económicos, são nutricionalmente mais ricos.

Em conclusão, e se “em Agosto toda a fruta tem gosto”, aproveitemos para ganhar saúde com muito sabor neste Verão.

 

Inês Pádua (Nutricionista)
0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta